Lizzie Velasquez: de "mulher mais feia do mundo" a exemplo de motivação

Lizzie Velasquez: de "mulher mais feia do mundo" a exemplo de motivação

A busca incessante pela adequação do corpo a um padrão de beleza leva algumas pessoas a cometerem verdadeiras loucuras, exagerando nos procedimentos estéticos, radicalizando nas dietas e pegando pesado demais nos exercícios físicos. Por outro lado, há aquelas que já nasceram totalmente fora do padrão, mas aprenderam a lidar com isso e, apesar das críticas ao longo da vida, levantaram a cabeça e transformaram a luta contra o bullying e a busca pela autoestima numa bandeira.




É o caso da americana Lizzie Velasquez. Uma doença raríssima (apenas duas pessoas no mundo têm) e ainda não identificada não permite que ela ganhe peso - nunca passou dos 30 quilos, com 1,57 m - mesmo mantendo uma alimentação calórica e sem nenhum tipo de restrição.



Publicidade

Esse mesmo problema fez com que a pele ficasse com um aspecto envelhecido e ainda a deixou cega de um olho na infância. Mesmo com todos os problemas, seus pais a criaram de forma absolutamente normal. Por isso Lizzie só se deu conta de que era diferente quando entrou no jardim de infância e passou a ser rejeitada pelas outras crianças.
Bullying na adolescência

Mais tarde, no colegial, um colega maldoso divulgou na internet um vídeo com imagens de Lizzie, chamando-a de "a mulher mais feia do mundo". Rapidamente foram milhões de visualizações e uma enxurrada de comentários cruéis. Tudo isso fez com que Lizzie ficasse deprimida, mas ela não se deixou abater. Resolveu virar o jogo e ajudar outras pessoas que, por algum motivo, também são vítimas de bullying.

(Rede Rg71 Compartilhe Essa Energia)

0 comentários:

Postar um comentário

Veja mais novidades na Rg71

Últimas Notícias do Portal Rg 71

Mais Lidas Aqui

Mais Recentes